Sunday, February 25th, 2018 | 11:52 am
Home » Últimas Notícias do Brasil e Austrália » Copa do Mundo Brasil » O Brasil para o mundo – A Crítica da crítica.

O Brasil para o mundo – A Crítica da crítica.

Eu nunca fui muito fã de futebol. Tá, mentira! Um dia, eu fui… Jogava na escola, participei de campeonatos, chorava quando ganhava, chorava quando perdia… e tudo mais. Mas o pessoal levava o esporte muito a sério, e pra mim, era tudo diversão, tudo muito mágico.

Fui crescendo e vendo como o futebol é um negócio e um negócio violento!. Milhares de pessoas morrem por ano, no Brasil e no mundo, a favor do esporte. Seja na arquibancada junto com a torcida organizada, seja na rua usando a camiseta do time, ou seja em uma simples discussão de bar. O pessoal marca até encontro pra brigar…e o que eles ganham com isso? Nada! Só perdem… Seja um olho, um braço, uma vida. E isso eu não posso aceitar. Os jogadores ganham milhões, levam uma vida de alto padrão, para o povo se matar na rua, por eles ou pelo times em que eles jogam?! É muita babaquice, muita ignorância. Desde que entendi, o mágico pra mim acabou.

Desde que o Brasil foi escolhido para sediar a copa, já imaginava que iria dar merda. Não por não sermos dignos de tamanha festa. Mas sim, por não termos um governo digno, um país preparado. Seria a maior roubalheira da história, e sim já foi! Agora está sendo a maior vergonha…

O juiz roubando na maior cara de pau, aquela abertura (o que foi aquilo?), a guerra rolando na porta de fora dos estádios, a mulherada atacando os gringos e eles achando que nos compram com qualquer trocado e o pior, estão comprando. E eu vejo o mundo falando mal do país onde nasci/cresci.

Hoje meu celular despertou as 4am, queria muito ver a abertura, sentir a vibração do meu povo, ainda tenho a paixão no peito…mais quando ele tocou, pensei em tudo o que está acontecendo com o Brasil e desanimei. Era uma festa “furada” e algo me dizia que era melhor ganhar mais 2 horas de sono. Não deu outra, depois de ler tudo o que saiu na mídia daqui e do Brasil, não me arrependo da escolha que fiz.

Uma vez eu li algo do tipo: “Uma coisa sou eu falar mal da minha casa. Outra coisa é você falar”.

É foda ouvir. Eu ando desconfortável com tudo isso. Os gringos amigos me dando graças a Deus por eu estar aqui e não na guerra do meu país, perguntando se minha família esta segura…eu sei que a TV exagera, e que meus pais não estão embaixo da mesa, mas não gosto de ver na tv, no rádio e até online, o mundo falando mal do meu povo e do meu país. Que somos isso e aquilo, porque aqui só aparece o que o povo faz, os ônibus incendiados, a guerra! Não saiu em um jornal o povo mandando ela tomar no lugar dela, aliás nem na transmissão que passava aqui, tinha o audio do BR. Aqui é tão civilizado as passeatas e protestos e traz resultado, eles não entendem que no Brasil essa “fineza” toda não adianta e que nosso governo é contra nós.

É claro que agora é o momento em que o mundo está de olho no Brasil, vendo a palhaçada que a Dilma e sua tropa vem fazendo com o povo, mas também estão vendo como o povo é ignorante, já que ela continua em 1 lugar para as próximas eleições. As manifestações/ greves tem sim que continuar, já que o país é democrata, a voz do povo tem que ser ouvida…Mas nossa população é dispersa e o 1 dia de copa mostrou bem isso. Pouca gente foi lá reivindicar por melhores condições, e sendo a minoria, tudo acabou em pizza e assim vai ser depois da copa. Porque a mídia mundial não estará mais aqui e tudo o que a Dilma vem dando para evitar as greves, ela tomará de volta.

Ainda tenho esperança que um dia, talvez quando meus netos vierem, que o Brasil seja um bom lugar pra se viver, com a mesma qualidade de vida que temos aqui no 1 mundo. Muita coisa tem que ser mudada/melhorada para isso acontecer, mas tenho a consciência de que não será da noite para o dia. Mas temos que começar! Precisamos! Não podemos trocar a festa de hoje pelo futuro do amanhã…

Existem algumas cidades que já estão caminhando para isso, como Curitiba (mesmo com o transporte a 7 reais).Tenho fé que SP, RJ e o resto de estados e capitais acorde em breve. Até lá, Brasil pra mim, só de férias e olhe lá.

About Vanessa

Vanessa
Publicitária, de Campinas, São Paulo. Adora tecnologia da informação, sites e redes sociais. Em Sydney desde 2012, busca uma oportunidade de poder compartilhar todo seu conhecimento em terras Australianas.